quinta-feira, 1 de abril de 2010


Acredite, é impossível procurar algo que a gente não sabe o que é. Eu parei de procurar, e te vi sentada ao meu lado na fila de espera por alguma coisa qualquer. Eu procurava alguma coisa que justificasse todas essas palavras que eu cuspo em todas as direções, sobre uma vida que eu sonhava viver. Nada foi em vão. Hoje sei que nem a mais profunda escuridão vai me impedir de enxergar teu rosto, mesmo com os olhos fechados.

2 comentários:

Bruno Alves disse...

As palavras de um ser apaixonado me fazem tremer de medo em função ao sentimento exalado.
O medo de perder-me por inteiro e assim me encontrar em teus braços.

Sinceramente, eu adorei a forma de como você escreve!

Virei um seguidor nato.

Beijos, sempre que puder estarei por aqui lendo.

Tayná disse...

Nossa muito lindo esse!!